Top Comidas com Ingredientes Humanos (ou quase isso)

Bom, antes de começar esse post, deixem-me explicar um pouquinho sobre o processo criativo do blog. Eu tenho um arquivo de Word onde eu listo sugestões e ideias para futuros textos. Algumas vêm da minha própria cabeça, baseadas em lendas que escuto por aí, notícias, correntes da internet e até em coisas que aprendi durante a graduação. Outras são sugestões de amigos, leitores e colegas de profissão. Aos poucos, vou passando pelos itens da lista e escolhendo alguns temas que têm potencial para virar post; pesquiso melhor e começo a escrever. Estou tentando matar todas as sugestões atuais de amigos antes de viajar em agosto para os EUA, onde ficarei por 4 anos fazendo um doutorado, e talvez não tenha tanto tempo para postar. Eis que peguei a lista esses dias e li o seguinte tema: canibalismo! O post a seguir foi o mais próximo que consegui escrever sobre o assunto :P, e também será a estreia da categoria “listas” do blog.

 


#3: Cerveja de Barba. A Rogue Ales é uma cervejaria bastante divertida e criativa. Ao que parece, estavam tentando criar uma nova linhagem de leveduras para produzir uma belgiam ale especial, mas nenhuma amostra era satisfatória. De brincadeira, eles mandaram um pedaço da própria barba do mestre cervejeiro da empresa, John Maier, para análise…e não é que tinha um bom exemplar do micro-organismo justamente ali nos fios crescidos há mais de 30 anos? Eles procederam com o cultivo da levedura a partir da barba e criaram o produto beard beer, que inclusive já está disponível no Brasil. Ok, não é exatamente algo feito de uma parte humana como ingrediente (me lembrou um pouco do diamante feito do cabelo do Pelé), mas mesmo assim alguns podem achar meio asqueroso. Já eu confio nos procedimentos de higiene da empresa e experimentaria se tivesse a chance. Deve ser bem melhor que qualquer cerveja de milho. Fonte: All Beers.

#2: Queijo de Pé e Axilas. Cientistas dos EUA e da Noruega embarcaram nesse projeto baseadas nos famosos “queijos com cheiro de chulé” que encontramos por aí. Coletaram bactérias de regiões “fedorentas” (leia-se: pés e axilas) de alguns artistas, cientistas e outras personalidades, para criar onze variedades diferentes de queijo (falando em laticínios e bactérias humanas, quem se lembra da hoax do Activia com fezes?). Nesse caso, o foco foi apenas na pesquisa em si, e o produto não foi liberado para consumo. Para se tornar algo mais comercial, necessitaria de procedimentos adequados de segurança alimentar. Ok, confesso que, mesmo nesse cenário, a ideia é um pouco nojenta demais até para mim e tenho minhas dúvidas se experimentaria o produto ou não. De qualquer maneira, é mais um caso de algo feito de micro-organismos encontrados em humanos, e não dos próprios de fato. Fonte: Exame.

#1 Sorvete de Leite Materno. A iguaria foi criada pela rede bizarra de sorveterias londrina The Icecreamists, feita a partir de leite materno pasteurizado, baunilha e limão. O produto, batizado de “Baby Gaga“, é o único caso comercial de um alimento realmente envolvendo (intencionalmente) fluidos corporais de um ser humano. Apesar de a matéria-prima sofrer um tratamento térmico, o sorvete teve sua venda suspensa sob a alegação de que ainda faltam testes mais aprofundados para avaliar seus efeitos na saúde. Antes disso, a sobremesa era vendida pela bagatela de 14 libras e foi aprovada pelos consumidores, se tornando uma sensação em Londres. Acho que esse eu provaria (se não fosse tão caro!), desde que sua inocuidade e higiene sejam comprovadas nas análises laboratoriais. Enquanto isso, outras mães andam curtindo a ideia e fazendo sorvetes caseiros de leite materno para dar aos seus bebês. Fonte: BBC Brasil.

PS: Não incluí o caso da bebida feita com sêmen humano, pois trata-se de uma hoax. Você pode ver uma análise detalhada da estória no E-farsas.

spacer

2 comments on “Top Comidas com Ingredientes Humanos (ou quase isso)

  1. natihennemann

    AMEI a explicação sobre o processo criativo do blog! O legal é que as pessoas podem colaborar para os posts, sugerindo temas, e talvez alguns leitores não soubessem disso! 🙂
    Da cerveja de barba eu já tinha ouvido falar. Não bebo cerveja, então não provaria (e acho que, mesmo que bebesse, ainda teria um pouco de nojo…).
    O queijo de axila deve ser uma eca! também… mas de queijo eu gosto! 😛
    Adorei o “intencionalmente”, porque né!!!!!!!!!!!!!!

    Não vi vc divulgando esse post, acho que o pessoal vai gostar!!!

    1. Pedro Menchik

      Então, eu divulguei esse post que nem divulgo todos os outros, mas por algum motivo não teve muita visibilidade. Coisas do fb, acho que vou divulgar de novo…